BFFs :)

Ok, eu sou a velha louca dos gatos, não vale.

Mas, pessoas “normais” do meu Brasil, respondam: COMO separar meus dois bebês?

C-O-M-O??

Preciso de argumentos mais convincentes do que essas fotos, ASAP.

Alguém??

#milagrinho

#felíciaisindahouse

#crescerjuntoétudodebom

♥ ♥ ♥

Lily e Shae dormindo

My precious

Ela foi a primeira da ninhada que peguei da caixa de papelão. Fraquinha, muito menor do que os irmãos, não conseguia nem ficar em pé.

Eram cento e cinquenta gramas de ossos e pele. Não tinha massa corpórea, não tinha forças, não sabia comer.

Precisei aprender na marra a entubar uma micro-gata, injetar leitinho, via sonda, de três em três horas por dias a fio. E como ela não conseguia manter a temperatura do corpo, passou a morar dentro da minha blusa, para ficar aquecida.

Ela foi o bebê mamadeira mais difícil que já tive em mãos, um verdadeiro milagrinho. Passou muitos dias sem enxergar, desnorteada, com o olfato comprometido. Mas nós duas lutamos juntas, para que ela pudesse ter uma chance. 

Quando o perigo finalmente passou, eu a ensinei a ser independente, a comer, beber água, usar a caixinha de areia e brincar.

Agora, com quase dois meses, ela já está linda, forte, saudável. Aprendeu a ser gata, não precisa mais de mim. 

O problema é que eu ainda preciso dela. E nenhum dos infinitos argumentos, apesar de muito coerentes e racionais, convence meu coração a mandá-la para longe.

Penso, repenso, trepenso, mas razão e emoção não conseguem se conciliar de jeito nenhum.

Então, sigo aqui, entre dias de Smeágol e dias de Gollum. Respiro fundo, fecho os olhos, faço um cafuné nos pelinhos arrepiados dela, choro, choro, choro e… adio a decisão, mais uma vez.

#myprecious

#milagrinho

Imagem

Coleção outono-inverno :)

Não vou dizer que a Shae está ótima e que estamos sapateando na cara da sociedade, porque já aprendi a lição.

Apenas vim mostrar, de forma bem despretensiosa, que ela está arrasando na coleção outono-inverno do berçário lá de casa 😉

E também contar que ela foi contratada como estagiária de direito e está causando me ajudando horrores no escritório, apesar de ter sido pega dormindo algumas vezes durante o expediente. Geração Y, fazer o que, né?

Go, Shae!

#milagrinho

Imagem

Minha gigaaaaaaaaaaaaaaante! :)

Shae continua atrasadinha, não se desenvolveu rápido como os irmãos, que já podem comer ração seca.

Ela não tem os dentes que deveria, não come sozinha e tem os sentidos (visão e olfato) prejudicados, mas ainda não dá para saber a extensão do problema, nem se essas sequelas serão permanentes.

A boa notícia é que ela está mais espertinha e ultrapassou a incrível barreira dos DUZENTOS GRAMAS, praticamente uma gigante.

Continua morando na minha blusa, pia cada dia mais forte e já aprendeu a mamar, não preciso mais colocar sonda, nem ficar forçando com a seringa.

Shae é uma guerreirinha e quer viver, não poderia nunca morrer em uma caixa de papelão no meio da favela, sem ter tido a chance de lutar.

Ainda bem que tudo deu certo e ela veio parar aqui. ♥

Go, Shae!

#milagrinho

Imagem

Equipe de apoio

Por que adotar uma gata idosa, caolha, com FIV e gastrite?

Porque gratidão é daquelas coisas que não tem preço nessa vida.

Salomé viu que eu estava sobrecarregada aqui na enfermaria e resolveu dar uma mãozinha.

Ao invés de fazer fuuu para a Shae, como todos os outros, ela a cheirou. E depois deu banho, como as mamães fazem com seus filhotes.

Amor incondicional é para poucos.

Ainda bem que eu tive o privilégio de acompanhar tão de pertinho ♥

#correntedobem

#milagrinho

#ohana