Drops de uma vida na Alemanha – parte 6 (O dia em que precisei de um botão de ejetar)

Pilar na casa do vizinho novo, inspecionando quarto por quarto:

– Who sleeps here? And here? And here? (“Quem dorme aqui? E aqui? E aqui?“)

Ele respondendo com toda a paciência do mundo, até que chegou à suíte principal e ele:

– It’s fulana’s room (“É o quarto da minha namorada“)

Aí ela percebeu que tinham acabado os quartos da casa e perguntou:

– But where will YOU sleep? (“Mas onde VOCÊ vai dormir???“)

E ele:

– Here with her. If it’s okay for you 🙄 (“Aqui com ela, se tudo bem por vc 🙄”)

Corta a cena, dia seguinte, eu na sala do tal vizinho, sem ter acompanhado nada desse diálogo, totalmente vendida na história, eis que entra a Pi correndo:

– Mamy, mamy! He is going to sleep with her, that’s okay, right? (“Mamãe, mamãe! Eles vão dormir juntos, tudo bem, né?“)

🙀😳😂

Fiquei 5 segundos muda. Tudo que consegui pensar foi: “ela falou em português? Deus, permita que tenha sido em português!”.

Até que todas as pessoas da sala começaram a gargalhar e eu entendi que não, uma benção👌🏻🙈😂

Usem camisinha, pessoal.

Juro, bem mais importante do que filtro solar ou blusas com botões, repensei minhas prioridades.

Filhos são selvagens. Quando menos se espera eles entram em uma sala qualquer, perguntando na frente de todo mundo se os vizinhos podem transar 😬👌🏻🤦🏻‍♀️

FIM.

Coiote

Um pensamento sobre “Drops de uma vida na Alemanha – parte 6 (O dia em que precisei de um botão de ejetar)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s