Amor e paciência

Cidreira chegou em casa há três meses, brava, assustada e doente.

Achei que não fosse durar muito tempo e minha única preocupação foi dar um finalzinho de vida digno para ela.

Mas eu estava redondamente enganada.

Cidreira se transformou diante dos meus olhos de uma forma que nunca pude imaginar. Melhorou, amansou (pero no mucho), rejuvenesceu.

Os mais de quinze anos passam despercebidos cada vez que ela se estica, virando a pança gordinha para cima.

Ainda não aceita carinho, mas já me chama e vem correndo quando entro no sótão.

Sei que muitas pessoas não entendem os motivos de acolher um velhinho, com tantos filhotes dando sopa por aí.

A resposta está aqui. Três míseros meses fizeram toda a diferença na vidinha dela. As fotos e vídeos falam por si só.

Amor com amor se paga. E vale cada centavo ❤

#velharabugenta

#paixãoantiga

#correntedobem

Antes e depois Cidreira

Amassando pãozinho ♥♥♥

3 pensamentos sobre “Amor e paciência

  1. Obrigada, Paula, por acolher essa velinha geniosa e ao mesmo tempo tão fofa. A melhora dela mostra que o amor venceu mais uma vez. Aliás, o amor vence sempre. Tomara que o Cravo e a Petúnia também encontrem um bilhete premiado como esse (chamado Paula). Torço agora por eles.

  2. Pingback: Primeiro ciclo | PAULAtinamente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s