Gravidez com serenidade, vc está fazendo isso errado – parte 2

O bom de estar grávida é ficar tranquila, enquanto os outros fazem as coisas e mimam vc, né?”.

Ahãm.  Senta lá, Cláudia.

Nos últimos cinco dias:

* Sexta-feira – passei três horas tentando resgatar um cachorrinho que corria desnorteado entre os carros e o maridón outras duas (❤️), sem sucesso. Corri, suei, abaixei, levantei e tomei uns quarenta olés caprichados, sem nenhuma ajuda.  Aparentemente, as pessoas acham comum ver uma grávida descabelada correndo de salto atrás de um cachorro, em plena avenida.  Desde então durmo e acordo todos os dias pensando nele atropelado.  Serenidade, sua linda.

* Sábado – Pilar se ralou inteira no asfalto da pista de corrida e chorou por horas a fio. Nem o band-aid da “cocokitty” salvou dessa vez (mas não podemos tirá-lo nem trocá-lo, claro).  Maridón se desesperou mais do que ela e tive que acalmar os dois, com frases maduras e pedagógicas do tipo “ninguém morre de ralado no joelho, se controlem!”.  Piaget morreria de orgulho (#not).

* Domingo – passei a noite entupida, com contrações doloridas e crise de enxaqueca.  Nada como aproveitar o tempo que ainda tenho para dormir e descansar (#sqn).

* Segunda-feira – contrações doloridas o dia todo + crise de enxaqueca + corrida para improvisar um bolinho para os amigos da escola da Pi, já que AGORA ela resolveu perguntar TODOS os dias quando será seu “parabéns” (esquecido por motivos de: vou estar parindo na época).

* Hoje – crise de enxaqueca + Pilar engoliu uma lasca pontiaguda do canudo de ACRÍLICO, o que automaticamente me transformou na mais nova fiscal do cocô alheio, por tempo indeterminado, sob pena de ter que sedá-la e fazer endoscopia.

Tudo isso sem considerar trabalho, medicação dos gatos (as pessoas estão começando a desconfiar que sou maníaco-depressiva e me mutilo nas horas vagas), além da rotina básica de uma casa com duas bebês e dezesseis bichos carentes.

Mas está tranquilo, está bacana, está leve.

Não é como se fosse chegar um recém nascido na família daqui a pouco e a mala da maternidade não tivesse sido nem desencaixotada do sótão, não é mesmo?

Oh, wait….

Valeu, universo.

10 pensamentos sobre “Gravidez com serenidade, vc está fazendo isso errado – parte 2

  1. Paula, essas coisas só acontecem porque mos importamos e também damos conta de tudo. Quem não tem forças para isso se larga numa cama e nem presta atenção em nada.

    Meu primeiro gato, um persa de 15 anos está com linfoma. Teve efusão pleural. Além de mãe do marido, 2 cadelas, 10 gatos ainda virei enfermeira. Conforto físico e emocional para ele, comida e remédios para os outros, comida para marido, banhos nos cachorros, casa, roupa…E acordar de madrugada para as medicações.

    Mas a gente aguenta, porque a gente ama. Forças, você dá conta. A mãe é a cola que une a família.

  2. Paula. Me divirto com suas histórias mirabolantes por sinal. Hahaha.. Eu te admiro muito . Sempre recebo seus emails contando como esta o progresso da gravidez. Que sejam dias de pura alegria pra você. Um grande abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s