Mulher Maravilha quebrada – parte 2

Eu sou folgada, preguiçosa, falo pelos cotovelos e dou palpite onde não fui chamada.

Gosto das coisas do meu jeito e acho incompetente quem faz de forma diferente. Se der certo no final foi pura sorte, lógico.

Durmo mal, gosto de ficar quieta logo que acordo e fazer tudo com calma pela manhã. Detesto ter que levantar correndo, sem direito a uma espreguiçada extra, mexida no celular e afofada nos gatos. Justamente por isso, pontualidade não é comigo. Já aviso desde cedo: vou fazê-los esperar, nem que sejam apenas alguns minutinhos.

Sou uma motorista bem meia boca, mas quebro o galho. O câmbio automático e a câmera de ré ajudam a disfarçar, o que não me impede de dar totós e uma bela judiada nas rodas do carro.

Pareço boa mãe, porém  esqueço as vitaminas dia sim, dia também, como chocolate escondido, para não ter que dar para as meninas (continuo firme e forme evitando açúcar até os três anos, favor não insistir), além de repassar os banhos e as trocas de fraldas sem cerimônias, sempre que tiver oportunidade.

Sou brava, rigorosa, intransigente e impaciente. TODO meu estoque de paciência é usado apenas com as meninas e com a bicharada. E olhe lá. Não convém abusar, nem despertar minha fúria, vcs não vão querer conhecer a Raquel, minha gêmea má.

Tenho um talento extraordinário para cultivar a culpa, sofro de sincericídio, não sei usar meias palavras, erro a mão quase sempre e só percebo no dia seguinte, quando já é tarde.

Sou a rainha da procrastinação. E funciono bem sob pressão, ou seja, zero estímulo para fazer as coisas no tempo certo.

Tenho dificuldade em manter conexões, esqueço de procurar amigos, retornar ligações e desejar feliz aniversário – o que não significa falta de amor em absoluto, podem acreditar.

Apesar de ser menina, odeio conversa mole ao telefone. Se tem algo para contar, ótimo. Se não, whatsapp, SMS e e-mail estão aí para isso, apreciem sem moderação.

Sou completamente alienada, não tenho a mais vaga ideia de em quem votar, nunca abri os cadernos de política, economia e sequer sabia que estava tendo plebiscito na Escócia.  Aliás, sou péssima em geografia, de passar vergonha mesmo.  Em química também, mas, sejamos francos, quem usa essa porcaria no dia-a-dia?

Pronto, está aqui a verdade nua e crua. Se esqueci algum defeito, fiquem a vontade para me lembrar, o blog é democrático.  Vou me esforçar para não me ofender, nem odiar a pessoa para todo o sempre, prometo.

Quem quiser continuar lendo mesmo assim, é por sua conta e risco.  Podem entrar, sentar, ficar a vontade, a casa é de vcs.

Só não vale dizer depois que eu não avisei.

11 pensamentos sobre “Mulher Maravilha quebrada – parte 2

  1. Esse post aqui é a prova definitiva do sincericidio, é isso?! rsrs

    Oh, não sei se é pq me identifiquei com um montão de defeitos da lista (hahaha), mas não tenho dúvidas que as qualidades sobressaem e vou, sim senhora, continuar por aqui, lendo, me divertindo e me emocionando com vc!!
    Beijo

  2. Meu Deus adorei o texto.
    Super me identifico com várias coisas ditas (maldito sincericídio que as pessoas jamais entendem e se ofendem constantemente).

    Bjss

  3. Pingback: Para a Dora (último trimestre!) | PAULAtinamente

  4. Pingback: Vinte coisas aleatórias sobre mim (que ninguém perguntou) | PAULAtinamente

  5. Pingback: Dona Encrenca | PAULAtinamente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s