Diálogos com o maridón – parte 6

As meninas estão doentes e passamos a TERCEIRA noite seguida em claro, cada um cuidando de uma.

Sete da manhã, a Pi finalmente dormiu, maridón foi fazer inalação na Lily e eu levantei para dar mamadeira para a Shae, usando um modelito exclusivo, o moletom do colégio onde estudei há dezesseis anos (cof, cof, cof), bem macio e velhinho, porque ninguém é de ferro nesse clima polar.

Maridón me seguiu até o banheiro, parou atrás de mim no espelho e soltou:

– Engraçado, né? Quando começamos a namorar, vc não quis usar moletom velho na fazenda, para não perder a magia do dia a dia. Agora está aqui, toda DESGRENHADA, sem nenhuma cerimônia e tudo bem. Deve ser amor, né?

Desgrenhada. DES-GRE-NHA-DA.

Ok, eu já deveria estar acostumada, o histórico de elogios dele não é lá muito favorável, mas olha… nem sei o que dizer.

Após uma noite difícil, nada como começar o dia com uma declaração de amor.  Só que ao contrário.

Se eu matar, alguém me defende?

Fuén, fuén, fuén.

#lógicamarculina

#tiropelaculatra

#donjuanfail

Update: Maridón leu o post e protestou: “A palavra foi ESCANGALHADA, não desgrenhada”.  Ah, tá. Alguém telefona para ele e dá um toque, por favor? Tipo, “não mexe, que está piorando”? Obrigada.

6 pensamentos sobre “Diálogos com o maridón – parte 6

  1. Querida, eu entendo totalmente você. Na verdade, depois de 25 anos casada com o Serginho, eu entendo que, quando ele diz “Ih, Chu, tá de barrigão”, é que a roupa não me favorece. Que quando ele diz “Bafolentinho” é que eu deveria escovar os dentes ANTES de qualquer coisa. A proximidade, a intimidade faz perder um pouco da polidez em nome da exclusividade: só eles podem nos dizer isso e ainda sairem vivos. Claro, num estresse que nem vcs estão vivendo, não é a melhor opção. Mas, na boa, o mesmo se aplica a eles. Imagina se, durante o namoro, vc o veria desalinhado, amanhecido, amassado??? Ah, Renato, se cuida. Tua mulher, no fundo, ainda é a mesma garota bonita, faceira e cheia de vida do primeiro beijo. Se liga, véio.

  2. Adoooooro seus posts… Todos com muita veracidade, do nosso dia a dia mesmo… e com um encantamento único… Você deixa o dia leve e se vê claramente um carinho enorme em cada texto! Recebia seus textos encaminhados pela minha irmã, agora vou acompanhar pessoalmente!

    Quanto ao texto em questão, outro dia morri de rir com meu marido… Quase hora de dormir, fui no quarto e coloquei uma camisolinha linda, toda nova, faceira… Fui na sala buscar o marido e levá-lo prá cama e antes passamos no banheiro para escovar os dentinhos e deixar tudo mais agradável. Foi quando olhei prá ele e vi uma camiseta hering branca com um furinho no ombro, um shorts de dormir e todo desalinhado… Hahahahahaha… Coisas que só o casamento faz por você!!

    Super beijo!

    • Puxa, que bacana, Daiane! Obrigada pelo carinho, fiquei muito feliz!
      Adorei a “comédia da vida privada” da sua mensagem. Algumas coisas só quem é casado há muito tempo entende, né?
      Seja sempre bem-vinda por aqui! 🙂
      Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s