Toxoplasmose: a culpa não é do gato!

Quando fiquei grávida pela primeira vez, a pergunta que mais escutei foi: “e agora, o que vc vai fazer com os seus gatos??”.

Aí eu respondia “nada, ué!” (de uma forma um pouco menos gentil, confesso) e as pessoas me olhavam como se eu fosse a mãe mais irresponsável e maluca do mundo e região.

Dessa vez, as perguntas estão menos frequentes, talvez porque todos acompanharam a gravidez da Pi e viram que deu tudo certo, talvez porque minhas rosnadas anteriores passaram bem o recado.

Mas a verdade é que o tema ainda gera muitas dúvidas e acho importante usar esse espaço para explicar que a questão de gatos e toxoplasmose não é nada do que pintam!

Para se contrair a doença de um gato, ele precisa estar contaminado, o que por si só já é raro (apenas 1% – UM POR CENTO! – dos gatos são hospedeiros), você precisa limpar as fezes deles – expostas há mais de 72 horas – com as mãos e depois coloca-las na boca, ou seja, praticamente impossível, para quem tem um mínimo de hábito de higiene.

Além disso, o gato só se contamina uma vez na vida e elimina o bichinho por cerca de dez dias nas fezes.  Após esse período, ele fica imune e não contamina mais ninguém.  Em outras palavras, se o exame do seu gato der positivo e ele estiver na sua casa há mais de um mês, não existe mais risco dele transmitir a doença.

Se o seu gato não sai de casa, não caça, nem come carne crua, não há o que temer.  Risco muito maior é comer uma saladinha matadora em um restaurante por quilo, daqueles limpíssimos (#not) que existem por toda a cidade, pode acreditar.

Prova disso é que eu tenho 10 gatos em casa, cuidei de centenas deles no abrigo, resgatei vários, mesmo grávida, e meus exames continuam negativos.  Na última gravidez resgatei dois gatos com uma diarreia federal, além da Paçoca, que amamentei de 3 em 3 horas e estimulava para fazer xixi e cocô, durante madrugadas a fio, e nada aconteceu.

Já passou o tempo de exterminar esse preconceito bobo, que faz com que centenas de gatos sejam abandonados diariamente, assim que as mamães recebem o resultado positivo da gravidez.  Gatinhos que antes dormiam na cama, tinham sofá, família e barriguinha cheia são jogados de volta nas ruas ou devolvidos para gaiolas em abrigos, sem dó nem piedade, TODOS OS DIAS, porque as pessoas acreditam em tudo que ouvem por aí (inclusive de alguns médicos, infelizmente).

Não sei se esse texto será útil ou mudará alguma coisa. Porém, se eu conseguir plantar essa sementinha em uma grávida que seja, já terá valido a pena.

Animais e crianças juntos são tudo de bom. Não privem seus filhos dessa convivência tão especial, por causa de uma crendice idiota.

#aculpanãoédogato

Toxoplasmose, a culpa não é do gato! – parte 2, a missão aqui 🙂

Imagem

203 pensamentos sobre “Toxoplasmose: a culpa não é do gato!

  1. Excelente seu post, disse tudo!! Tenho uma prima q nunca teve gatos e contraiu toxoplasmose ocular, fez um longo tratamento mas já está bem melhor. Tenho uma filha humana e duas felinas, mas não tinha as gatinhas qdo engravidei, minha filhota tem 12 anos e convive com as irmãzinhas de 2 e 3 anos. Não pretendo ter mais filhos, mas se engravidasse, jamais abandonaria nem sequer me afastaria das minhas filhotas. É engraçado q qdo vc diz q tem filhos e gatos as pessoas acham estranho, muita gente diz q gato é pra quem não pode ter filho, como se vc optar por ter um animal é pra “suprir” algum vazio, como se o gato e a criança disputassem sua atenção e seu amor. Acredito q uma gravidez se torna mais feliz qdo vc tem alguém q te ama, independente de quem seja, sabemos q gatos são super carinhosos!!!! Parabéns, q vc e suas filhas sempre tenham uma boa saúde e q possam passar muitos momentos felizes ao lado dos seus gatinhos!

  2. Paula que bem vc deve estar fazendo a varias mamães de primeira viagem adoradoras de gatos e afins kkkkk… Parabéns pela postagem e consciencia , pelas palavras e pelo texto !! Sou privilegiada por ter tb uma medica sem crendices e coisas do tipo, sou gravidinha recente mas uma apaixonada por gatinhos ha anos ( hj tenho 3 , mais 3 cachorros e algumas calopsitas )
    Suas fotos estão lindas tb !!! Bjks

  3. http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0037-86821999000500003&script=sci_arttext

    Não é legal abandonar os gatitos, mas quando se trata de infecção, existe sim uma associação significante entre criar gatos e ter toxoplasmose. Inclusive, esse artigo mostra que quem mantém os gatos dentro de casa tem 30% a mais de chance de se infectar do que quem os cria do lado de fora.

    Maltratos com os animais é algo ruim, mas um texto desinformativo como esse é ainda pior…

    • Walysson, não sei se vc eh médico ou veterinário, mas sua informação é que está errada. A toxoplasmose pode ser adquirida pelo gato se ele tiver contato com comida contaminada(carne crua contaminada), baratas, roedores contaminados, etc. Ou seja, o gato que vive dentro de casa, num ambiente limpo e saudável, que não caça na rua, e que não come carne crua, tem basicamente 0% de pegar a doença. Lembro ainda que para se contaminar com toxoplasmose, o humano tem q ingerir cocô de gato contaminado! O que soh com muita falta de higiene se consegue. Lembro ainda que o gato CONTAMINADO só libera os oocistos da toxoplasmose pelas fezes uma vez na vida, e por um período pequeno e somente qndo são filhotes.

      A ignorância tb mata.
      http://www0.rio.rj.gov.br/ijv/toxoplasmose.shtm

      • mentira, os gatos filhotes só contraem a toxoplasmose no utero de uma gata contaminada e a maioria morrem após nascerem(e os que não morrem nascem com sequelas e morrem dias depois)é muito raro um filhote de gato ser hospedeiro do protozoário(não caçam suas presas quando são filhotes,dificilmente se alimentam com carnes cruas e só se alimentam do leite materno da gata mãe)

      • Sou médica veterinária, e posso te garantir, que é praticamente impossível pegar toxoplasmose de gatos, a período em que eles eliminam os oocistos é muito curto, e você deve ingerir o coco para contaminar-se, ou seja comê-lo de alguma forma, eu sou positiva para toxoplasmose, e por incrível que pareça, foi quando eu era adolescente, não tinha gatos, e nem contato com eles, ou seja, foi através de uma refeição em um restaurante. Hoje sou medica veterinária tenho gatos e estou grávida. Se fosse assim, médicas veterinárias grávidas não poderiam atender gatos em suas clinicas!

    • Ler o texto também vale! Já no resumo: “Cohabitation with cats infected by T. gondii, feeding with leftovers or raw viscera, and lack of control over how their feces were handled are risk factors conducive for humans to become infected by T. gondii.”, podemos analisar os fatores de risco. Não é ter gatos que Além disso, a maioria da população possui anticorpos para T. gondii, e não necessariamente porque tiveram contatos com gatos. O consumo de leite não pasteurizado, embutidos coloniais de carne, o contato com a terra ou carne contaminadas é muito mais relevante.
      Eu por exemplo, sou médica veterinária, e mesmo em contato com vários gatinhos, de rua, semi-domiciliados, etc, não possuo anticorpos. Tenho um gato em casa, e nunca irei me desfazer dele numa gestação. Aliás, sou louca pra fazer fotinhas como a da Paula! 😀
      Apenas um detalhe do texto do blog, Paula. Achei excelente, porém hoje em dia sabe-se que os gatos podem se infectar novamente. Isso pode ocorrer se ele tiver um novo contato com o protozoário (caçando um ratinho. por exemplo), 7 a 10 anos após a primeira infecção, por um período de até 9 meses. Abraços!

  4. Maravilhoso Paula!!! Fico indignada por colocarem a culpa nos gatos para tudo, ouço cada barbaridade, sou amante destes bichanos e tenho 7 em casa( 4 fêmeas e 3 machos),mas 1 cão, são a paixão da minha vida.
    Parabéns pela excelente explicação!!!

  5. Informação é base de tudo! Sempre tivemos gatos em casa e nunca “pegamos” essa doença! Parabéns pelo post! E muita saúde para você e a sua família!

  6. O gato contaminado com o protozoário vai eliminar cistos nas fezes e apos defecar, normalmente o gato limpa o anus com a lingua e depois lambe seu corpo inteiro, então os pelos do gato ficam contaminados com os cistos do protozoário apicomplexo, portanto se alguma pessoa passar a mão nesse gato e depois no nariz, na boca ou nos olhos poderá aderir toxoplasmose. Realmente a culpa não é dos gatos e sim do protozoário e a change de aderir toxoplasmose não é tao grande e as gravidas devem evitar o contato com o gato durante os 3 primeiros meses de gravidez, que é quando o feto esta se formando, pois esse protozoário é teratogênico,isto é, causa mal formação embrionaria. Porém, não é só porque você vai tocar no gato e vai pegar toxoplasmose, tudo isso é uma questão de o gato estar contaminado ou não.

    • Isso mesmo Laura, a questão é que existem riscos. Mesmo que seja 1%, mas o risco existe. A grande questão é, “vai pagar p/ ver”? Acho melhor não hein. É a vida do seu bebê. Aí as mamães coloquem a mão na consciência. Se existe o risco é melhor evitar né?! E isso não é mito. É comprovado por diversos estudos. Juízo gente!!

      • Não quer correr o risco, NÃO CRIE UM GATO. Melhor assim do que dar um lar a um pequeno e depois deixa-lo sem nem dó ou piedade.
        Você jogaria fora um filho seu que tem uma doença contagiosa que poderia prejudicar seus outros filhos, ou você trataria dele?

    • Para isso servem testes nos gatos sabia? Incluindo teste em grávidas. Sugiro pesquisar como o gato pega e transmite a toxoplasmose antes de dizer que devem evitar o contato com gatos. Estamos falando de gatos que vivem em apartamentos e não conseguem caçar, gatos que são alimentados com ração. Pesquisem muito antes de falar.
      Feito por um médico muito bem esclarecido!
      http://www.mdsaude.com/2010/08/toxoplasmose-gravidez-toxoplasmose.html

      • O problema são os falsos negativos, conforme consta num dos artigos acadêmicos em vão citados aqui. A percentagem de gatos domésticos infectados é altíssima, muito maior do que os “um por cento” erroneamente e irresponsavelmente afirmados pela autora do blog. O problema é que alguns citaram artigos acadêmicos aqui e as pessoas “refutam-nos” colocando links… de blogs populares de veterinários com bacharelado! Não sabem sequer distinguir o que é uma publicação acadêmica, um artigo científico feito por acadêmicos da medicina veterinária, por cientistas (a maioria dos médicos e veterinários obviamente não é pesquisador nem cientistas; são apenas clínicos)

      • Difícil entender o que é infectado do que é o animal que apresenta anticorpos? Vou ter que desenhar? Assim como qualquer pessoa testada que tenha anticorpos pode ter adquirido em qualquer outro lugar. Pode ter sido infectada anos antes e não ter apresentado sintomas (como a maioria da população que possui os referidos anticorpos.
        Me explica os seguintes pontos por favor:
        1- Os animais testados foram testados desde que nasceram? Não saíram do apartamento? Comeram apenas ração durante a vida toda?
        2- As pessoas testadas foram testadas antes e após terem adquirido o referido animal? Ficaram isoladas a vida toda para você garantir que a infecção foi através do animal?

      • Interessante achar que os médicos veterinários não sabem como gatos se infectam, ou seja, sabem muito mais do que os que estudam animais a vida toda né?

      • Yuri se te interessar me passe seu e-mail que te mando diversos artigos científicos, trechos de livros, entre outros mil estudos feitos por pessoas idôneas e estudadas. O que me entristece na verdade é arrogância do médico que acha que sabe mais sobre animais e formas de transmissão de zoonoses do que o médico veterinário estudado.

    • Patrícia,
      O único animal que representa risco é o homem. Temos como obter informações sobre ciclos de doenças transmissíveis e cuidar para que essas fiquem bem longe de nossos lares. Mas. ao negligênciar cuidados básicos de higiêne e saúde nos expomos a riscos. E quando uma fatalidade acontece nossa vaidade, ignorância e covardia sempre procura um culpado para justificar nossa falta de zelo. Um animal exige cuidados: Alimentação adequada, higiêne, comida, águá fresca, vacinação adequada (não é aquela vacina placebo de agropecuária, que nem deveria ser vendida mais, mas a aplicada por veterinários, a que é importada). Cachorrinhos e gatinhos são ótimos amigos e companheiros para as crianças. Ajudam no desenvolvimento motor e cognitivo.

  7. Oi, Paula, muita saúde p vc e sua família. É incrível como pintam as coisas das cores q querem e da forma q lhe são convenientes. Fui criada em um lar onde fiquei exposta a diversas doenças, vivia cuidando dos gatinhos, dos cachorrinhos, das galinhas, patos e coelhos. Dormia c alguns filhotes mais fraquinhos p alimentá-los de três em três hs madrugadas a fora.
    Nunca tive nenhuma doença transmitida por animais q criávamos.
    Em 2010 qdo descobri q estava grávida, trabalhava como tosadora em banho e tosa e continuei até o fim da gestação, estava em dia meus exames e tinha imunidade p td q fizeram de exames, inclusive a toxoplasmose.
    O q me causou uma terrível alergia era o incenso q meu patrão colocava na loja e os cigarros q eu acabava sendo fumante passsiva, pois lá qse todos fumavam na loja. Por conta disso q me desentendi no trabalho e aí sim, tive um sério problema, foi a pressão alta devido os contínuos conflitos c os superiores e gerente no serviço.
    Fora isso foi td ótimo e minha filha nasceu perfeita e não me desfiz de nenhum dos meus bichanos e auaus.
    Minha filha está crescendo c eles e td correu bem.
    Detalhe o meu gatinho mais velho tem 7 anos e esse não dá p impedir de caçar fora, ele sempre consegue escapar msm castrado e vacinado, sempre damos banho neles nos fds e estamos c muita saúde.
    O risco q corri foi na hora do parto q resolveram induzir msm c a pressão alta, os batimentos da minha filha caindo e as residentes discutindo a posição da bebê, resultado ela nasceu c tocotraumatismo pq achavam q estava sentada e não queriam fazer a cesária, estava c circular dupla -cordão enrolado duas vezes ao pescoço- só depois q tive uma hemorragia q apareceu uma médica e como ela msm disse teve de consertar o estrago, esse foi o maior e pior risco q corremos, um dia após nascer teve de repor magnésio q havia perdido durante o trabalho de parto.
    Devemos fazer nossas escolhas, consciente e deixar de lado o q os outros pensam. Cada um vive sua vida, agora colocar culpa nos bichanos tb não concordo, no meu caso, sobrevivemos a td e qse morremos no hospital. Boa sorte p vc e espero q outras mamães tb pensem bem antes de abandonar um bichinho p conta disso. Bjs, felicidades.

  8. Paula, não é uma crendice idiota, é um fato, ainda que raro, pode acontecer! E deve sim ser alvo de atenções redobradas! Tanto com gato, como qualquer outro animal. Sua postagem inclusive poderia ter sido mais educativa e menos alienada. Graças que o seu caso foi salvo da pequena porcentagem, existente, da transmissão do vírus. Tenha certeza que crianças e famílias afetadas não acham uma crendice idiota… Abraços!!

  9. tenho esta doença,e nem gato eu tenho….só deus sabe como foi ki contraie essa maldita doença em meu olho…já se manifestou duas vezes em meu olho e por sorte nao mim deixou cega,mas com cicatrizes no olho ki mim atrapalha de enxergar direito…fika a dica…cuidado mesmo vc ki naum tem gato….

  10. Que fofa, Paula! Me caso agora em novembro e passarei a morar com o Iso, gatinho meu e do meu noivo, mas que mora com ele. Sempre tive receio quanto à isso, pura ignorância e bobagem… Daqui uns 3 aninhos já vou saber que não vou ter que deixá-lo com minha sogra por causa da gravidez ^^

    Foi por acaso que vi esse post rodando pelo Face. Fiquei feliz!

    =**

    • Na minha casa tinha gatos quando minha mãe estava grávida de mim..resultado..TOXOPLASMOSE…nasci com apenas 30% da visão do olho direito por causa disso..quer um conselho??DEIXE OS GATOS DO LADO DE FORA..POR PRECAUÇÃO..Existe SIIIIIM o risco..se vc quer correr problema é seu…Mas não incentive..eu é que sei o que passo por causa disso!!!!E TENHO DITO!

  11. Pingback: Filho famoso | PAULAtinamente

  12. Na minha casa tinha gatos quando minha mãe estava grávida de mim..resultado..TOXOPLASMOSE…nasci com apenas 30% da visão do olho direito por causa disso..quer um conselho??DEIXE OS GATOS DO LADO DE FORA..POR PRECAUÇÃO..Existe SIIIIIM o risco..se vc quer correr problema é seu…Mas não incentive..eu é que sei o que passo por causa disso!!!!E TENHO DITO!

  13. Pingback: Setenta e cinco mil visitas! OMG!!! o/ | PAULAtinamente

  14. Antes de mais nada, agradeço a todos pelos comentários e participação.
    Como já disse lá em cima, respeito quem discorde, mas minha opinião foi formada com base em pesquisas de profissionais da área de saúde, como médicos, veterinários e biólogos, além da minha experiência em duas gestações.
    Inclusive acabei de resgatar uma gata nova, que chegou bastante doente, da rua e, ainda assim, meus exames para toxoplasmose continuam negativos, comprovando tudo que já disse.
    Quem ainda tiver dúvidas ou quiser saber mais sobre o assunto, recomendo esse texto, escrito por uma veterinária que estudou bastante o tema: http://www.pea.org.br/cuidados/toxoplasmose.htm.
    Obrigada!
    Paula

  15. Olá,
    Tenho uveíte posterior no olho direito, que veio da arranhadura de um gato (não sabemos ao certo qual foi, pois sempre tive mais ou menos 30 gatos em casa desde que eu me entendo por gente) e o que mais me irrita é ouvir as pessoas me falar que eu não tenho que cuidar e amar mais gato nenhum pq foi um gato que me deixou assim. GENTE, discordo completamente, pois se eu estou cega hoje, é pq DEUS quis assim, pq teve que ser e ponto. Não é só o gato que transmite a toxoplasmose, eu poderia muito bem ter adiquirido o protozoário por beber água não filtrada (coisa que eu sempre fiz). Acho que esse preconceito é ridículo e acho que os animais em geral são como seres vivos e são muito mais amáveis do que muita gente. O gato tira toda a energia ruim de você, te ajuda na sua vida e no seu psicológico. Continuo com meus gatos, mas agora em pequena quantidade e vou amá-los por mais mil anos. NÃO CONSIGO VER MINHA VIDA SEM GATOS! Fiquei cega? SIM, não tenho vergonha nenhuma em dizer isso, mas também não parece, meu problema foi todo na parte de tras do meu olho e mesmo se tivesse como perceber, eunão teria nenhum problema e dizer! Sou feliz, trabalho, estudo, saio com minha família e sou uma pessoa normal!

    • Obrigada pelo seu depoimento, Nathalia!
      Prova de que o amor e o respeito devem prevalecer sempre, independente do que aconteça.
      Não existe espaço para mágoa, rancor, ressentimento nem amargura quando se tem o coração no lugar 🙂
      Beijo grande e parabéns!

  16. Oi Querida , amei seu post, Tenho 2 dois amores. amo meus gatos e estou pensando em engravidar, mas de maneira nenhuma abandonaria meus bebes. Meu gato é muito caçador é castrado mas adora sair no pátio pra caçar, a gata é caseira. Você poderia me dizer se antes de engravidar preciso fazer algum teste em mim ou no meu bb ?

    • Oi, Jessica!
      Que bacana saber que vc não pretende abandonar seus gatinhos quando engravidar!
      O ideal é manter os animais sempre dentro de casa, seguros, longe de acidentes e maldades como atropelamentos, envenenamentos, etc
      Também não é legal deixá-los caçar, porque eles podem contrair muitas doenças dos ratos e pombos, não apenas a toxoplasmose, sabe?
      Mas se não tiver jeito mesmo e vc não conseguir restringir o acesso deles à rua, lembre-se de limpar a caixinha de areia sempre com uma luva e pá e depois lavar bem as mãos, ok?
      Vc também precisa fazer os exames de pré-natal indicados pelo seu obstetra, inclusive para verificar se já é imune à toxoplasmose. Comemos tantas saladas mal lavadas por aí, que é bem comum já sermos imunes e nem desconfiarmos!
      Beijos e boa sorte!

  17. Oi Paula,
    Gostei muito do seu texto e lendo os comentários percebemos como tem gente desinformada, incluindo pseudocientistas. Bom quanto ao citado artigo escrito em 1999 e baseado em um estudo realizado em uma cidade do México em 59 pacientes, dá vontade de rir, pois quando lemos um artigo cientifico ele tem que seguir algumas regras para ser levado a sério e ter consistencia cientifica, e só em basear algo em um número táo irrisório de pessoas já nao dá credibilidade. A pessoa e o animal terem anticorpos só indica que teve contato com a doença em algum momento da vida.
    O gato é um hospedeiro para o protozoário, isto é um fato cientifico comprovado, mas nem todo gato esta contaminado, outro fato cientifico comprovado. Se a pessoa tem um animal bem cuidado e segue regras de higiene ela náo vai ser contaminada. Se nao quer ter risco nenhum, zero por cento, faça o teste no seu gato lembrando que ele ter anticorpos náo quer dizer que esteja eliminando o protozoário, e se azar dos azares ele estiver contaminado e eliminado protozoarios, mesmo assim náo precisa abandonar mas apenas fazer uma quarentena até ele melhorar.
    O maior risco que corremos é comendo na rua alimentos contaminados, entao as grávidas podem pegar toxoplasmose muito mais fácilmente comendo salada na rua (maos sujas de fezes encontato com alimentos ) ou carne mal cozida do que brincando com seu gatinho. Como alguém comentou se iriamos pagar pra ver ( risco 1%) em nosso filho, nao se tivermos cuidados de higiene, nao se verificarmos se o animal é contaminado, nao se cuidarmos bem do nosso animal, nao se deixarmos de COMER SALADA SUJA NA RUA OU CARNE MAL COZIDA ( RISCO BEM MAIOR ) A principal forma de pegar a doença é comendo carne crua ou mal cozida. Entao importante é ter bons hábitos de higiene e ter consciencia dos locais na rua em que escolhemos para comer .
    Adorei seu blog e suas filhas sao lindas. Parabéns!

  18. Paula, vi em um site de ong uma pessoa pedindo ajuda porque queria doar os pobres gatos! Achei um absurdo que as pessoas ainda tenham isso na cabeça! e muitas ainda dizem ” ai foi o médico que falou..” como assim? pra ser médico não tem que fazer medicina? rsrsrs Olha tive uma professora que um dia falou, se você tivesse um gato você o comeria? e se fosse comer, comeria ele cru? claro que nãooooo, então não vai pegar doença nenhuma!!!! rsrsrsr brinco muito com isso! Ainda não tive filhos mas não vou ter paciência com as pessoas me mandando dar a minha gatinha. Bjão e parabéns!

  19. adorei, sua escrita e suas fotos. Tenho uma gata de 14 anos em casa e estou gravida, logico que jamais se desfaria dela, mas sua experiencia me tranquiliza e muito.
    Amo demais os animais e gatos são minha paixão.

  20. Oi lindo as coisas que vc diz,amei as fotos,E tive gatos desde crianca.Aminha infancia sempre tive problemas de micose,alergia nos olhos e escorrimento no nariz ect gastei muito com dotor e ele numca falou a causa…Nao sabia o que era,e sepre com meus gatos apaixonada.Passaram se anos eu casei quando foquei gravida fiz pre natal e aí que venho á tona estava com toxoplasmose,fiquei longe dos meus gatos,fiquei triste mas me sinto curada.hoje minha filha tem 7 anos e ama gatos dei uma a ela e para piorar estou passando mal, muito mal

  21. Eu tbm penso como vc sempre tive animais em casa. …..meu nasceu e por um bom tempo dormiu com gatos em seu berço….mas esta semana. .i meu filho que hoje tem 12 anos. ….vai ter que fazer um acompanhamento no posto, piis ele contraiu esta doença. …..Então toma cuidado. .. .só pra ficar claro amo gatos e cachorros

  22. Eu tbm penso como vc ……Meu filho foi criado comgato até dentro do berço, hj ele está cim 12 anos e o médico essa semana pediu Para fazer um acompanhamento no posto de saúde. ..pois ele contraiu esta doença. …Então eu a convido a repensar no assunto, só pra ficar claro, gosto mt de cães e gatos……

    • Que pena, Agarniely! Espero que esteja tudo bem com o seu filho.
      Mas eu também convido vc a repensar o assunto. Será que a culpa é mesmo dos gatos ou de alimentos mal lavados, carnes mal passadas, algo assim? A segunda hipótese é muuuuuuuuitooooo mais provável, viu?
      Beijos e boa sorte!

      • Acho díficil, pois sou muito chata quanto a alimentação dos meus filhos, e quanto a carne a única que gosta de carne sangrando ou até mesmo crua sou eu, meus meninos não comem, mas quanto o meu filho ele está bem sim. Obrigada pela sua resposta.

  23. Olá,estou grávida de dez semanas e tenho dois gatos que amo de paixão.Teus relatos me ajudaram muito a confirmar minha certeza de não me afastar dos meu amores.Obrigada:)

  24. Oi Paula! Eu estou gestante de 10 semanas e tenho 2 gatinhas criadas dentro de casa, minha gravidez é um milagre por si só já que meu útero era infantil. Desde que descobri a gestação, já escutei milhões de vezes, o que eu farei com as gatas… assim como vc eu mandei algumas pessoas procurar o que fazer e cuidar de suas vidas, para outras eu fui mais educada..
    Hj eu postei no face um artigo que minha prima também grávida postou dizendo que a toxo só é transmitida se comermos as fezes e uma amiga muito querida que perdeu uma filha após 1 ano e 4 meses de nascida por causa da doença ficou indignada com minha postagem… como uma das pessoas comentou aqui, por eles se lamberem os cistos ficam pelo corpo e se passarmos as mãos nos contaminamos…
    Eu já fiz o teste e deu negativo em mim, nas gatas infelizmente não tenho dinheiro para fazer porque me cobraram muito caro e as condições do momento não permite…
    Eu só sei de uma coisa, minha vida nunca seria a mesma se não fosse a Mia e a Sara, minhas companheiras que nunca me deixaram triste ou me abandonaram, pelo contrário, nunca fui tão cuidada…
    Como estou no início da gestação me protejo mais ao limpar as fezes e a urina delas.
    Com luvas tomo todo o cuidado necessário, meu banheiro é super limpinho, mas não as impeço de chegar perto de mim de jeito nenhum, já que depois da gestação elas ficaram mais carinhosas comigo.
    Moro sozinha, meu namorado ainda não se mudou pra minha casa, por isso, eu que limpo tudo, mas tenho certeza de que estou fazendo tudo certinho …
    Peço a Deus que ocorra tudo bem porque amor de sobra eu tenho, das minhas 2 filhas peludas que não veem a hora do irmãozinho ou irmãzinha humana chegar.
    Amei suas fotos, tenho algumas também e não vejo a hora da barriga crescer pra tirar mais um monte.
    Deus abençoe sua família e parabéns por plantar o amor a estes bichos que são sim são odiados por essa raça que se chamam de humanos!
    Lambeijos da MIa e da Sara e um grande beijo meu e do bebê!

    • Muito, muito obrigada, Michele! 🙂
      Fiquei super feliz ao ler sua história e ver seu exemplo!
      É isso mesmo, nada que amor, cuidados básicos e boa vontade não resolvam, né? Sinto muitíssimo pela filha da sua amiga, não consigo nem imaginar a dor que ela sentiu. Mas a verdade é que ela provavelmente pegou a toxoplasmose de algum alimento mal cozido ou mal lavado e os coitados dos gatos é que acabaram pagando o pato… Os próprios médicos incutem o preconceito na cabeça das gestantes, é desanimador.
      Parabéns por ter se informado e mantido suas filhotas!
      Boa sorte na sua gravidez, desejo tudo de melhor para vcs!
      Beijos

  25. So pq vc teve sorte acho q n significa estimular mulheres gravidas a manterem esse contato direto com os gatos ja q existe risco e eh melhor prevenir doq um bb nascer com a vida comprometida por causa de uma mae q n consegue desgrudar de um gato.

  26. Tenho um irmão e varias pessoas q deixaram de vir aqui em cs por eu ter 07 bichanos,07 cachorrinhos e um passarinho,a anos,tds sempre vinham com essa ladainha,e eu sempre respondi q eles estavam na cs deles e q vcs são visitas,então os incomodados q se retirem,é bem assim q respondo,minhas 3 filhas foram criadas sempre na companhia deles e ja estão ate casadas,nunca aconteceu nada,eu cuido tanto deles q são tds castrados,vermifugados,vacinados o pediatra(veterinario)mora na rua da minha cs,ha e um detalhe tomam banho igual aos cachorros,minha cs é super limpa,uso muito cloro,lavo a vasilia deles tds os dias 2x,lavo a cx de areia td vez q mudo a mesma e limpo a areia cedo,tarde e a noite antes de deitar e coloco no sol pra ficar sempre sequinha,troco a cada 2 dias,minhas crianças de 4 patas são lindas,só tem 2 q sai na rua,mais ficam aqui no meu portão,pq morrem de medo dos cachorros da rua,os de cs eles brincam muito bem juntos,aquele ditado q briga que nem cão e gato,aqui em cs é a prova viva q é mentira,AMO meus bichinhos e tenho certeza q não existe amor igual ao deles por mim,com exceção das minhas 3 princesas q nos amamos muito somos muito companheiras,minha familia é isso,Eu,meu marido,minha filhas,meus genrinhos,meus bichinhos e meus netinhos de 4 patas,Cacau(uma cadelinha linda),Biscoitinho e Paçoca dois gatinhos fofos,os 3 são da minha filha do meio e a mais nova tem a Belinha uma poodle linda,a mais velha não tem,ela diz q não quer nem animais nem crianças,não é pq não gosta ela fala q os dois dão muito trabalho,eu não concordo,mais a vida é dela né.

  27. Ja presenciei criança com esse problema é muito triste,o maior risco de se contrairem a doença è o contato direto ou indireto com esses animais…entao meus amigos nao esqueça mais longe deles cada um no seu devido lugar…tem tanta gente precisando de um abraço,gente nao transmite doença atravez d
    o abraço,enquanto os animais, cuide bem deles n maltrate mais n misture as coisa so passando por esse problema para se ter noçao do perigo é a vida de uma criança que esta em jogo…..ame o proximo como a se mesmo.

  28. Eu nunca tive gatos mais sim muitos pasaram pelo meu jardim e deixavam suas feces e quando engravidei tinha toxoplasmose. Sempre detestei gatos e depois daquilo mais ainda. E nem sequer andava descalça no capim! Nem como carne cru.

  29. Paula, vc ñ imagina o quanto me ajudou com essa postagem, tenho 1 felino de 6 anos, e estou tentando engravidar, daí ja começou os comentários ridículos a repeito dele. É incrivel como o ser humano é desprezível… Parabéns.

  30. Na minha segunda gestação, meu exame deu positivo para T Ghondii. mas sem riscos para o bebê na época. Ou seja Tive gatos ha muitos anos atrás mas n~ão de desfiz deles. hj tenho gato e convivemos em harmonia. Como todos estão falando aí, tem outras formas de contrair o cisto bem como em saladas, carnes… Então não acuso o animal de ter me passado o vírus.
    Gato, é tudo de bom!!! AMOOOO!

  31. Paula, fiquei muito feliz ao ler sua matéria. Tenho uma gatinha de 9 meses e acabei de descobrir que estou grávida! Fiquei muito preocupada, pois a primeira coisa que minha médica me disse foi para me “livrar do gato”. Na verdade, ela nem foi a primeira médica a me dizer isso e a minha preocupação aumentou muito. Mas lendo o seu texto eu fiquei bem mais tranquila! Nunca que eu iria fazer isso com minha bebê gatinha. Obrigada mesmo, você não tem ideia do quanto seu texto foi importante!

    • Mensagens como a sua me deixam TÃO feliz, que vc nem imagina!
      Foi exatamente esse o meu objetivo, quando fiz o post. Fiquei até animada para fazer uma nova edição, agora com o barrigón da terceirinha. 🙂
      Parabéns pela gravidez e por não abandonar sua filhota! Tenho certeza de que os dois serão grandes companheiros.
      Beijos

  32. Pingback: Toxoplasmose: a culpa não é do gato! – parte 2 | PAULAtinamente

  33. Paula, adorei tudo que você explicou, eu já estava pra ficar doida, com tanta gente fazendo a mesma pergunta: E agora o que você irá fazer com suas gatas? E eu, obviamente dava a mesma resposta que você… Mas estava na dúvida sobre tudo que ouvi falar sobre a doença. Agora estou mais tranquila, só rezando para que minha filha venha com muita saúde!

  34. Boa noite Minhas esposa esta gravida e temos uma gatinha.. ela esta conosco a uns 2 ou 3 meses.. mora em apartamento .. Eu limpo o banheiro higiênico da gatinha todos os dias pela manha …
    Minhas duvida é … mesmo minha esposa não tendo contato com as fezes da gatinha … pois quem limpa o banheiro sou eu “marido “. Minha esposa pode contrair toxoplasmose … se comer um alimento que contenha um pelo da gata.. Estou formando esta hipótese, pois é possível…

    A mais uma coisa a gata dorme conosco na cama ..

    • afinal pelo fica grudado na nossa roupa de cama .. mais nos limpamos tbm … mais alguma coisa deve ficar ,, vcs conseguem intender minha aflição ?

    • Oi, Thiago!
      Não existe a menor possibilidade de sua esposa pegar toxoplasmose através dos pelos da gata, pode ficar tranquilo.
      Estou grávida de novo, pela terceira vez. Não sei se vc chegou a ver o segundo post sobre o tema, mas todos os meus exames continuam negativos e meus gatos dormem na cama comigo desde sempre. Dois deles no meu travesseiro, inclusive.
      Não se preocupe e sejam felizes todos juntos, como deve ser!
      Parabéns pelo filhote!
      Abraços!

  35. Descobrir minha gravidez a uma semana e simplesmente não aguento mais ouvir o que vou fazer dos meus gatos. Afff ja to quase perdendo a paciência. Vou compartilhar seu texto para ver se entrar na cabeça desse ignorantes. Bjos

  36. A culpa não e do gato imagina!!! Ele só começa o ciclo de infecção, ele só contamina a terra os outros animais e a culpa não e dele 😱 cuidado gente eu não arriscaria

  37. amei o post
    Tenho dois bebês gatos e estou gestante de 38 semanas passei pela mesma coisa, pessoas falando para me livrar dos meus gatos e eu não tive está coragem e persisti…
    Paula posta um dizendo como foi cuidar do bebê recém nascido junto com os gatos? Quais foram os cuidados? Como vc fez para mante los longe do berço do bebê? Precisou?

    • Oi, Aman! Demorei para ver seu pedido, ainda posso ajudá-la?
      Se tiver alguma dúvida, precisar de dicas ou algo do gênero, estou às ordens, viu?
      Aqui não teve muito segredo, ficam todos juntos e misturados.
      Parabéns pelo novo filhote, espero que estejam todos muito bem 🙂

  38. Adorei sua publicação. Tenho um gato em ksa, que amo demais. Só de imaginar que ele poderia transmitir doença e evitá-lo de tá junto na cama ou no sofá. Já me deu vontade de chorar…Não me imagino deixando o dia sozinho,e qndo chegar em ksa,não poder dar o mesmo carinho pra ele, me dá desespero. Gostei muito da sua publicação. Pq a matéria que tá na página do dr. Drauzio varela. É tipo, nunca tenha gato!!! Pq o drama q ele fala na materia deixa qualquer um desesperado.

  39. Concordo plenamente com sua postagem. Sempre tive gatos e nunca tive esta doença, como tenho amigas que nunca tiveram gatos e descobriram que tem . As pessoas precisam buscar informações corretas, só assim, esta crença de que o pobrezinho do gato é o vilão, onde na verdade a possibilidade de contaminação através do felino e quase zero, vai acabando aos poucos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s